INSTITUCIONAL: Atualização do Processo Judicial Eletrônico (PJe) para a versão 2.1.1.04

A Secretaria de Tecnologia da Informação (Secin) do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1), pulgou nesta terça-feira, dia 10, os esclarecimentos sobre a nova versão do sistema PJe, implantada no TRF1 e na Justiça Federal da 1ª Região em 22/07/2019: • A nova versão trouxe uma mudança radical em sua infraestrutura tecnológica, pois passou a contar com uma arquitetura voltada a microsserviços disponibilizados pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Essa arquitetura permite o desenvolvimento colaborativo e facilita a incorporação de novas funcionalidades, como aplicação de Inteligência Artificial ao processo; • O TRF1 foi o primeiro tribunal a adotar integralmente a nova arquitetura proposta pelo CNJ, que busca, nos médio e longo prazos, a centralização do sistema; • Essa arquitetura, aliada a novas funcionalidades que foram incorporadas à versão, apesar de exaustivamente testada antes da entrada em produção do sistema, apresentou persos problemas quando submetida à grandiosidade do TRF1 e à realidade da JF1; • A versão instalada possui quatro microsserviços que são executados na “nuvem” do CNJ. • O CNJ pretende simplificar a estrutura monolítica da versão atual cada vez mais, reduzindo o “núcleo” do sistema e aumentando a quantidade de microsserviços. Tal proposta traz uma série de benefícios, pois torna “independente” um serviço de outro. Assim, o erro ocorrido numa funcionalidade não prejudica todo o sistema, como ocorria na versão 1.7.2.22; • A melhoria tecnológica trouxe uma série de novos desafios, tanto para o TRF1 como para o CNJ, na medida em que algumas das novas tecnologias adotadas representaram aumento significativo de complexidade num primeiro momento até que o conhecimento pleno da equipe estivesse consolidado; • Após várias intervenções, ocorridas tanto na infraestrutura tecnológica que suporta o sistema como na própria aplicação, o PJe vem apresentando desempenho satisfatório. Para corrigir definitivamente os problemas e minimizar os transtornos causados aos usuários internos e externos, a Administração do TRF1 adotou, dentre outras, as seguintes medidas: 1. Atualização do banco de dados do sistema PJe – Postgree para a versão 11.2; 2. Migração do sistema para a nova solução tecnológica adquirida recentemente, que aumentou a capacidade de processamento de 48 núcleos e memória de 768 GB para 224 núcleos e 3 TB, respectivamente; 3. Parametrização do código do PJe com a participação de profissionais do CNJ, que tem prestado todo o apoio técnico necessário à estabilização do sistema. A Administração informa, ainda, que a adoção da nova versão foi necessária para permitir a expansão do PJe para as classes processuais de execução fiscal e dos Juizados Especiais Federais, pois tais funcionalidades foram incorporadas somente à versão 2.1.1.0, permitindo tais expansões de acordo com o planejamento já realizado. O Tribunal tem ciência dos inconvenientes que as instabilidades e as interrupções do sistema causaram a seus usuários internos e externos e principalmente aos cidadãos que buscam na Justiça uma prestação célere e de qualidade. Assim, espera-se que as medidas já adotadas e as que se encontram em curso tragam, no curto espaço de tempo, melhoria permanente e duradoura ao sistema PJe. Contamos com o apoio e a compreensão de toda a comunidade de usuários internos e externos. Assessoria de Comunicação Social Tribunal Regional Federal da 1ª Região  
10/09/2019 (00:00)

Notícias

Webmail

Clique no botão abaixo para ser direcionado para nosso ambiente de webmail.

Contate-nos

Fernando de Araújo Góes  01  Ed. Comercial Santa Cruz, Sala 103
-  Pernambués
 -  Salvador / BA
-  CEP: 41100-200
+55 (71) 3018.0204
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia